No show, Joana revisita faixas dos EPs “Viva” e “Em progresso”  e do disco “Indivíduo Lugar” lançado ano passado.

Entre referências clássicas e contemporâneas, suas composições mesclam influências do Funk americano, como o blues e o Jazz, com ritmos brasileiros como o samba-rock, a bossa e o Xote, temperados com o rock and roll que a cantora traz na voz e em sua guitarra.

As canções, com letras carregadas de poesia, sugerem uma sublimação do cotidiano, construindo imagens e narrativas musicais cinematográficas.

A banda “Os Ervas Daninhas” formada por Juninho Batucada nas percussões, Luiz Couto no baixo e Roberta Kelly na bateria, é resultado de uma parceria e amizade de longa data dentro e fora da música.

 

Sobre Joana Flor

Cantora, compositora, instrumentista e designer sonoro.           

Além de seu trabalho autoral, compõe e arranja trilhas sonoras para cinema, teatro, dança e circo e é diretora musical de diversos espetáculos.

Em 2016, no teatro do SESC Pompéia, lançou o disco “Indivíduo Lugar” produzido junto a Manoel Barenbein, também produtor do clássico “Tropicália ou Panis et Circencis” além de grandes ícones da música popular brasileira como Chico Buarque.

Em 2014 lançou o EP “Em Progresso” no SESC Vila Mariana, e em 2012, o EP “Viva” no Cit-Ecum e SESC Santos.

Participou da coletânea “Literalmente Loucas”, em 2011, projeto de Zé Pedro em parceria com a jornalista Patrícia Palumbo – um disco que conta com várias cantoras da nova geração fazendo releituras de músicas de Marina Lima.

Ainda em 2011 fez show em homenagem a Tim Maia, na Galeria Olido (São Paulo) e em 2013 participou do projeto “Quintas musicais Elas por elas” no SESC Santo André no qual homenageou a cantora Rita Lee.

SERVIÇO:

12 de novembro às 19h na Casa de Zuleika

*a CASA abre às 18h

Rua Silvio Sacramento, 121 (metrô Clínicas)

BAR DA ZULEIKA OPERANTE!

INGRESSOS - R$20,00 (aceita cartão de débito)

  • Instagram Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Clean
  • Flickr Clean