N A R R A T I V A S   V I S U A I S  

 

D E   C O T I D I A N O S   B A N A I S

Projeto idealizado pela artista Estela Lapponi - Casa de Zuleika - contemplado pelo edital PROAC de Artes Integradas da Secretaria de Estado da Cultura do Governo de São Paulo.

A performance que entra em cartaz no dia 27 de outubro no Palacete Carmelita tem como inspiração inicial as pinturas de Edward Hopper.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A encenação é construída através da técnica da improvisação ou composição em tempo real pelos performeros Estela Lapponi e Roger Migliorini.

A proposta deste trabalho é a de realizar uma ação diferente de modelo-vivo e proporcionar ao público participante a experiência da criação.

Em Narrativas Visuais de Cotidianos Banais o público não só contempla como também é convidado a desenhar e praticar a escrita criativa  a partir de imagens pausadas, propondo a criação dentro e fora da cena.

Esta performance nasceu da experiência Noite do Desenho realizada aqui na Casa de Zuleika. O fato da ação modelo-vivo da dupla ser na Casa proporcionou um estado diferente do "posar". Tornou-se impossível ignorar os móveis, objetos e a arquitetura da casa. 

 

Processo de criação

Para a preparação da performance Lapponi e Migliorini tiveram treinamento corporal no método Danceability de improvisação em dança, ministrado pela atriz Neca Zarvos (Núcleo Dança Aberta) e de Anatomia Experiencial ministrado pela bailarina e coreógrafa Letícia Sekito (Cia. Flutuante).

Durante o processo de ensaio a dupla teve a companhia do ator e escritor Daniel Viana que criou micronarrativas a partir das imagens propostas nas encenações presente na trilha sonora da performance.

 

Fotos do processo de criação:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SINOPSE:

Uma mulher, um homem, um lugar, objetos, móveis, memórias, histórias suas e nossas.

Narrativas que são construídas através do jogo de compor em tempo real.

Sem previsão do que pode acontecer, apenas potências do estar em relação.

O movimento, a pausa, a suspensão e o dissolvimento.

Metonímias visuais que são criadas no momento e que podem ser eternizadas no traço, na escrita e no que mais puder surgir.

Um mote para outras criações, desdobramentos.

Narrativas Visuais de cotidianos banais é uma performance para ver e desenhar.

 

TEASER:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

fotos do Ensaio Aberto realizado no dia 17/10:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ficha técnica:

 

Performeros: Estela Lapponi e Roger Migliorini

Microcontista: Daniel Viana

Preparação Corporal: Letícia Sekito (Anatomia Experiencial) e Neca Zarvos (Danceability método de improvisação)

Diagramação Visual: Ila Girotto

Desenhos do cartaz: Neca Zarvos

Fotografia: Lucas Czepaniki

Idealização e proposição: Estela Lapponi

Realização e Produção: Casa de Zuleika e Palacete Carmelita

 

SERVIÇO:

ESTREIA dia 27/10

NARRATIVAS VISUAIS DE COTIDIANOS BANAIS – performance

TEMPORADA - terças e quartas até dia 16/12

HORÁRIO: 20h

LOCAL: Palacete Carmelita – Rua Dom Francisco de Sousa, 165 (próx. ao metrô Luz)

INGRESSOS – R$20,00 E R$10,00 (meia entrada para estudantes, idosos e pesssoas com deficiência)

Vendas online: https://www.sympla.com.br/narrativas-visuais-de-cotidianos-banais-performance-para-ver-e-desenhar__47173

 

**LOCAL SEM ACESSIBILIDADE**

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  • Instagram Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Clean
  • Flickr Clean